04 abril 2011

...

Ai gajo, se fosses realmente o meu gajo, já não havia pedacinho de ti.
Deixas me de rastos.
Compreendes-me em tudo.
És tão doce como o mel.
O que corre nessas veias não é sangue mas sim ternura.
Afogas-me só com essas palavras doces.
Ai gajo, se fosses meu nem te deixava em paz, só queria tudo que é teu.

7 comentários:

  1. Concordo com a Fi. Selinho para ti no meu blog :)

    ResponderEliminar
  2. não é teu mas pode ser :)

    bjokas

    ResponderEliminar
  3. Somos fáceis de capturar... difíceis é manter...
    ganha-he na raça :)

    ResponderEliminar
  4. “Voa Maria voa”

    Vento que sopra nas asas
    Colocou a Maria a voar
    Vendaval não pode parar
    Em Bruges há-de aterrar

    Estava muito produzida
    Segura com Júlia a falar
    E tudo ela soube explicar
    Nosso apoio é pr’a ficar

    Vejam o vídeo na rede
    Se não querem acreditar
    Neste exemplo sem par

    Voa nas asas do vento voa
    E não se cansem de ajudar
    Sonho assim não pode parar.


    http://takeustobruges.blogs.sapo.pt/

    http://sic.sapo.pt/proj_queridajulia/Scripts/videoPlayer.aspx?videoId={B0C9642E-CECC-4E34-9EBA-3647D34DABA4}

    ResponderEliminar
  5. Fofinha selinho no meu blog:)

    ResponderEliminar
  6. Selinho no meu blog querida*

    ResponderEliminar

Diz algo